Fale conosco pelo WhatsApp

O que é dermatologia?

Pele de mulher ampliada para que os poros sejam visíveis

Um profissional da área de Dermatologia conduz pesquisas e se dedica ao diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças que afetam a pele e seus anexos

A Dermatologia é uma especialidade médica que se dedica ao diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças e alterações que afetam a pele, pelos, mucosas, cabelo e unhas. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a única sociedade da área reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), ao todo são mais de 3 mil doenças dermatológicas que podem acometer crianças, adultos e idosos.

O médico especializado em Dermatologia também se encarrega por conduzir pesquisas e estudos na área, além de atuar em procedimentos médicos cirúrgicos e oncológicos. O profissional também está apto a solucionar problemas estéticos e trabalhar na manutenção da saúde e beleza da pele. Uma vez que é graduado inicialmente em Medicina, este especialista também pode oferecer orientação a respeito de cuidados gerais.

Quem é o dermatologista?

O dermatologista é um profissional graduado em Medicina, um curso que demanda 6 anos de dedicação em período integral. Para se tornarem especialista em Dermatologia, é necessário fazer um curso de especialização que dura de 3 a 4 anos. Ao final desta etapa, o médico precisa se registrar no CFM como especialista na área.

Em outras palavras, o dermatologista é um profissional que passou pelo menos 9 anos se aprofundando na saúde da pele, mucosas e seus anexos. Entre as doenças e alterações tratadas por este especialista, portanto, podemos destacar:

  • Acnes: condição inflamatória crônica que pode trazer problemas de autoestima, ansiedade e qualidade de vida;
  • Melasma: doença crônica recidivante que se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras e irregulares na face, colo, braços e pescoço;
  • Doenças capilares: especialmente as alterações que causam queda de cabelo, um problema que pode trazer impactos sociais e psicológicos;
  • Micose: doença de pele, cabelo ou unhas causadas por fungos.
  • Câncer de pele: provocado pelo crescimento anormal e descontrolado de células que compõem a pele, corresponde a 33% dos casos de câncer registrados no Brasil;
  • Doenças que afetam as unhas;
  • Alterações nas mucosas — tais como aftas e algumas infecções sexualmente transmissíveis.

Quais procedimentos um dermatologista pode fazer?

De maneira geral, a atendimento e os tratamentos oferecidos pelo dermatologista podem ser dividida entre Dermatologia Clínica e Preventiva, Onicologia, Dermatologia Cosmiátrica, Dermatologia Cirúrgica e Dermatologia Oncológica. Entenda cada uma dessas abordagens a seguir:

Dermatologia Clínica e Preventiva

É responsável pelo diagnóstico, prevenção e tratamento das doenças e problemas que atingem a pele, mucosas e seus anexos.

Onicologia

Esta é uma subespecialidade da dermatologia que se dedica ao diagnóstico e tratamento clínico-cirúrgico de doenças que acometem as unhas. Os casos mais comuns são referentes a micoses, unha encravada e unhas quebradiças.

Dermatologia Cosmiátrica

Também chamada de Dermatologia Estética, esta área oferece procedimentos cuja finalidade é a manutenção da beleza e melhora da aparência e saúde da pele e seus anexos. Embora tenham finalidade estética, é importante salientar que esses tratamentos são, por definição, procedimentos médicos e devem ser realizados por um profissional devidamente habilitado.

Os principais tratamentos oferecidos nesta área são:

  • Peeling: promove melhoria da aparência da pele por meio da promoção da descamação e renovação das células;
  • Luz intensa pulsada: utiliza feixes de luz para tratar fotoenvelhecimento, rosácea, telangiectasias (vasinhos), acne, rugas, manchas solares e olheiras;
  • MMP® (Microinfusão de medicamentos na pele): aplica medicamentos específicos para tratar problemas como melasma, estrias, queda de cabelo e psoríase.

Dermatologia Cirúrgica

Esta área abrange todos os procedimentos realizados na pele ou no tecido subcutâneo, tais como eletrocauterização para remoção de lesões, biópsias, excisões e curetagem. Esses procedimentos podem ter o intuito de diagnosticar doenças ou até mesmo removê-las, e geralmente são minimamente invasivos.

Dermatologia Oncológica

Responsabiliza-se pelo tratamento, diagnóstico e prevenção do câncer de pele.

Quando procurar um dermatologista?

Em geral, a recomendação é procurar um especialista em dermatologia sempre que notar alguma alteração na pele ou nas mucosas, tais como aparecimento de lesões ou manchas suspeitas. Descamações, aparecimento de verrugas, acne em excesso, aumento de pelos, alterações ungueais,  alergias e queda de cabelo e demais problemas capilares também podem justificar uma visita ao consultório.

Quem deseja aprimorar a aparência ou a saúde da pele também pode se consultar com o profissional, uma vez que a prevenção é essencial para evitar o aparecimento de doenças que acometem as estruturas da pele. Para saber mais sobre a atuação da Dermatologia e entender o que esta área pode fazer por você, entre em contato e agende uma consulta.

Fontes:

Dra. Nidia Lima – Clínica de Dermatologia

Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Ao clicar em enviar os dados, você concorda com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE