Fale conosco pelo WhatsApp

O que o médico tricologista faz?

Tricologista analisando o couro cabeludo de paciente

Entenda mais sobre o papel deste profissional especializado na saúde dos cabelos

Você já ouviu falar no médico tricologista? Sem maiores delongas, esse profissional é aquele especializado em cabelos. A tricologia é uma palavra derivada do grego que significa ciência dos cabelos, responsável por pesquisar, tratar e evitar problemas relacionados à saúde capilar.

O médico tricologista pode ser procurado, por exemplo, por pacientes que desejam combater a calvície, o enfraquecimento dos fios e a queda de cabelo. Embora já exista desde o começo do século XX, essa área da ciência só se popularizou nos últimos tempos.

O avanço dos tratamentos capilares e do senso de autoestima e autocuidado das pessoas têm feito com que cada vez mais pacientes procurem profissionais capacitados para cuidarem da saúde de seus cabelos.

Afinal, hoje em dia, quem não gosta de ir a um espaço estético para cuidar das madeixas? Elas exercem um poder muito forte sobre a autoestima das pessoas. Um bom corte, escova, hidratação ou tintura fortalece o amor-próprio de muitos homens e mulheres.

No entanto, a presença do médico tricologista se faz necessária pelo fato de o cabeleireiro não possuir o conhecimento necessário para estudar os problemas capilares cientificamente, ainda que dominem – e bastante – a temática.

Em outras palavras, as profissões de cabeleireiro e de médico tricologista podem e devem se complementar. Enquanto o profissional de salões de beleza conhece os procedimentos, o especialista em saúde domina os tratamentos. E ambos podem ser muito benéficos para que seu cabelo esteja sempre saudável e bonito.

Como é o trabalho do médico tricologista?

O médico tricologista é o profissional que se dedica a zelar para que o cabelo esteja sempre saudável, estudando soluções para problemas capilares – aqueles que modificam a estrutura e o aspecto capilar. Aqui também estão as chamadas doenças no couro cabeludo.

O médico tricologista é quem tem a responsabilidade de realizar um diagnóstico acerca das condições dos fios e do couro cabeludo do paciente. Além do mais, o especialista também deve orientar os tratamentos mais apropriados para cada tipo de problema.

Esse processo de relacionamento entre o tricologista e o paciente pode envolver uma entrevista, além dos exames físicos e exames complementares. Entenda melhor a seguir!

Entrevista com o paciente e os exames

As consultas com o médico tricologista, em geral, se iniciam com uma entrevista. É nela que o profissional da tricologia conseguirá identificar os possíveis fatores que tenham causado o problema capilar do qual o paciente se queixa.

Nesta fase, todas as informações possíveis a respeito da saúde física e emocional do paciente são coletadas pelo especialista. As perguntas feitas nesta entrevista nada mais são do que uma investigação do histórico do paciente.

Procedimentos químicos já realizados, histórico de doenças familiares, cosméticos e medicamentos de uso contínuo e condição emocional podem entrar em debate para que o tricologista consiga fazer uma melhor avaliação e solicitar os exames necessários.

O exame de tricoscopia do couro cabeludo e dos fios, em geral, é um dos primeiros exames físicos a serem solicitados pelo médico tricologista. Este método é considerado pouco invasivo e não é preciso nem mesmo arrancar algum fio para avaliação.

Exames complementares ainda podem ser solicitados quando o médico julgar necessário – como os de sangue e de doenças autoimunes. Mais raras, biópsias de alguma região específica do couro cabeludo também podem surgir.

Quando procurar um tricologista

Em suma, é necessário procurar um médico tricologista quando o paciente nota alterações na saúde dos fios ou doenças no couro cabeludo. Observe possíveis sintomas que possam significar que é hora de ir até um especialista, tais como:

  • Afinamento dos fios;
  • Cabelos fracos, quebradiços, opacos e / ou porosos;
  • Ardência no couro cabeludo;
  • Excesso de pelos;
  • Coceira;
  • Caspa;
  • Calvície;
  • Fungos;
  • Inflamação, infecção ou irritação;
  • Vermelhidão;
  • Queda de cabelo;
  • Reação alérgica.

Caso tenha identificado um ou mais desses sintomas, talvez seja a hora de procurar um profissional da tricologia para recuperar a saúde das suas madeixas. Nos envie uma mensagem agora mesmo e agende sua consulta!

Fontes:

Sociedade Brasileira de Tricologia;

Dra. Nídia Lima.

Ao clicar em enviar os dados, você concorda com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE